Delegacia de Polícia Civil de Itaituba (19ª Seccional).

Sumiço de carteira com 4 mil reais após corrida de mototáxi vira caso de polícia em Itaituba

A suposta vítima acusa dois mototaxistas de terem cometido o furto; eles negam.

Delegacia de Polícia Civil de Itaituba (19ª Seccional).

Uma mulher, identificada como Lúcia Maria Rodrigues, registrou uma denúncia na delegacia de polícia de Itaituba, na última terça-feira (14), contra dois mototaxistas após supostamente a carteira do esposo, Francisco Altair Pereira, ter sido furtada durante uma corrida.

Segundo informou a suposta vítima, ela e o esposo buscavam um mototáxi para ir ao Residencial Wirland Freire, mas como eram duas pessoas, o condutor resolveu chamar um outro mototaxista que estava passando na rua. Ao chegarem no destino, o casal desceu das motos, porém, uma carteira teria caído. A mulher garante que quando um dos mototaxistas avistou a carteira teria pegado e saído.

Na carteira havia um valor em dinheiro correspondente a 4 mil reais, que seria usado para pagar uma cirurgia.

Em entrevista ao Giro, o delegado Ricardo afirmou que a vítima identificou o mototaxista pelo sapato de cor azul e verde que usava, mas o mesmo negou a acusação e disse à autoridade que somente fez a corrida, juntamente com o colega. O delegado relatou que ainda não tem materialidade para confirmar que o suspeito foi o autor do furto ou que tenha alguma participação no ocorrido, mas o caso está sendo investigado.

Giro conversou com o presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Itaituba (SINDIMOTI), Romilson Campos, o qual afirmou que os profissionais, depois de realizarem a corrida, apenas receberam o dinheiro pago e foram embora. Além disso, o casal estaria acusando os mototaxistas apenas porque os mesmos foram as últimas pessoas a terem contato, por isso somente deduziram que “só porque o cara fez a corrida, então ele é ladrão”, disse.

Romilson destacou que Lúcia teria apresentado duas versões para o mesmo caso, uma na sexta-feira (10), quando levou os policiais na residência de um dos suspeitos, e outra na segunda-feira (13), na qual afirmou que tinha visto os mototaxistas conversando na esquina, mas que nas imagens isso não teria sido comprovado. Acrescentou ainda que os mototaxistas são pessoas de boa índole, com excelente histórico e que não há nada que afete a conduta dos mesmos.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.