José Augusto, coordenador do Sintepp. Foto: Keydson Ribeiro

Sindicatos se manifestam na câmara de Itaituba em prol da realização do concurso público

“O concurso é necessário para que possamos ter profissionais de qualidade atuando no município,” disse o coordenador do Sintepp.

José Augusto, coordenador do Sintepp. Foto: Keydson Ribeiro

Sindicatos continuam as cobranças à prefeitura de Itaituba para a realização do concurso público, que tem prazo final estipulado para 05 de dezembro, porém, até o momento, não houve apresentação de um edital. As entidades Umes, Sintepp, SindSaúde e Sinserm se reuniram na Câmara Municipal, na manhã da última  quarta-feira (21), para reivindicar o tão aguardado certame.

Além do fator de encerramento do prazo que consta no documento expedido pelo Ministério do Trabalho de Santarém, assinado pelo prefeito Valmir Clímaco no dia 05 de setembro de 2018, com multa de diária de R$ 5 mil por atraso, outro questão determinante para que o certame seja realizado ainda este ano é o período eleitoral em 2020, que impede a realização de concursos.

Diante do envio de ofícios e o não recebimento de respostas do gestor, agora, em manifestação, os sindicatos se reuniram na Casa Legislativa para mostrar estatisticamente a real necessidade da realização do concurso.

O coordenador geral do Sintepp, José Augusto, com a palavra na tribuna por alguns minutos, enfatizou vários pontos que, juntos, compõe a urgência da realização do concurso. Os dois pontos principais destacados, foram a demanda das secretarias municipais que, atualmente, muitas estão ultrapassando a quantidade de profissionais efetivos e o exponencial crescimento populacional.

“Então a oportunidade é agora de cobrarmos do gestor municipal, o cumprimento do Termo de Ajuste e Conduta (TAC). A gente sabe que existe a demanda e não é justificado. Nós defendemos o trabalhador, pra que ele possa dormir empregado e acordar empregado. O concurso é necessário para que possamos ter profissionais de qualidade atuando no município de Itaituba” finalizou o coordenador.

Fonte: Plantão 24 horas News

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.