Sargento da Polícia Militar, Edmilson Cardoso, foi encontrado sem vida na casa onde morava no bairro Santarenzinho. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Sargento da PM morto em Santarém já residiu e trabalhou em Itaituba

Suspeitos de matar o PM foram presos pela Polícia ainda na manhã desta quinta-feira (12).

Sargento da Polícia Militar, Edmilson Cardoso, foi encontrado sem vida na casa onde morava no bairro Santarenzinho. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Em contato com o comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Major Pedro, o Giro confirmou que o  Sargento da Polícia Militar Edmilson Cardoso de Oliveira, conhecido como Sargento Cardoso, que foi encontrado morto dentro de sua própria residência, na rua Tomé de Sousa, na Grande Área do bairro Santarenzinho, já residiu e trabalhou em Itaituba, durante um longo período e, segundo outro informante, há cerca de 12 anos mudou-se para a cidade de Santarém.

Prisão dos suspeitos

Durante o trabalho de investigação, realizado com a participação de quase toda a corporação, a Polícia Militar prendeu ainda na manhã desta quinta-feira (12), dois suspeitos de terem assassinado o Sargento, que foi encontrado, por seu irmão, morto com golpes de faca, no começo desta manhã.

Desse modo, a PM prendeu os jovens identificados como Rodrigo Borges de Almeida, de 19 anos, e Hugo Silva do Nascimento, de 21 anos. Os dois suspeitos foram levados para a Seccional de Polícia Civil, onde prestaram depoimento e foram liberados em seguida.

Policiais militares estiveram no local do crime. (Foto: Cissa Loyola/TV Tapajós)

O irmão da vítima disse à polícia que uma motocicleta CB 300 de cor vermelha foi levada, possivelmente pelos assassinos, bem como a arma do policial militar. No interior da residência foi encontrada uma carteira porta cédulas, possivelmente do suspeito de ter cometido o crime, Rodrigo Borges de Almeida, que, segundo informações de vizinhos, foi visto na quarta-feira (11), por volta das 19 horas, na casa do Sargento Cardoso.

Fonte: Portal Santarém, com informações de Bena Santana.

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.