Capsulas de balas disparadas pelo policial no local.

Policial é acusado de dar dois tiros em homem em garimpo de Itaituba

O fato aconteceu na noite deste domingo (17) no Garimpo Patrocínio; Vítima está internada no HMI.

Capsulas de balas disparadas pelo policial no local.

Na noite deste domingo (17), por volta das 22h30, um homem identificado como Marcos Vinícius do Nascimento, de 28 anos, foi baleado e agredido por um Sargento da Polícia Militar (PM), identificado como Darlen, do destacamento do Garimpo Patrocínio. Segundo informações, o fato aconteceu após ter ocorrido uma briga entre um casal que reside na vila de propriedade de Vinícius e sua esposa Priscila.

Policial acusado.

Conforme o que informou a esposa, Vinícius estava comemorando com Priscila quando o casal chegou da rua discutindo e a mulher começou a bater no marido, posteriormente, o homem foi até a frente da casa de Priscila e pediu para que Vinícius impedisse que a mesma continuasse as agressões.

“Ele foi para a frente da nossa casa e pediu ao meu marido: Não deixa ela fazer isso, não deixa! Então meu marido começou a conversar com ele, mas ela veio para cima dele e começou a agredir a gente com palavras. Neste momento, fui para cima e bati nela. Como a gente mora em frente à delegacia, ela correu para denunciar e eu corri atrás dela. Chegando lá ela falou: Ai é que o Vinícius me bateu! Assim, eu disse para o sargento que fui eu quem deu um murro na cara dela”, relatou a esposa.

Residência da vítima atingida pelos disparos de arma de fogo.

Posteriormente, segundo a esposa, o sargento, que teria acabado de sair de uma seresta e apresentava sinais de embriaguez, seguiu para o local com roupa apaisana e começou discutir com Vinícius. Em seguida, voltou à delegacia e vestiu a farda, pegou uma metralhadora, uma ponto 30, e uma arma pequena.

“Ele arrombou a porta atrás do meu marido, entrou xingando e o outro policial entrou e algemou o meu marido e saiu com ele no rumo da delegacia. Liguei para minha cunhada para relatar o que estava acontecendo e ele apontou a arma para mim, não consegui nem entrar mais em casa, quando consegui ele começou a atirar para vários lugares, atirou na parede. Quando percebi que tinha apenas algumas conversas fora da casa, saí e perguntei se ele ainda estava por lá e disseram que tinham levado o Vinícius”, prosseguiu.

De acordo com a informante, antes de sair do local, o sargento teria feito vários disparos com arma de fogo, inclusive, na parede da residência do casal afirmando que iria matá-los.

O sofrimento da vítima

Local onde a vítima teria sofrido as agressões.

“Meu esposo disse que quando chegou no ramal ele pediu para ele descer do carro e deu um tiro bem perto da coluna dele e outro na cintura. Ele caiu no chão logo depois do primeiros disparos, ralou o joelho. Além disso, ele falou que o sargento enforcou ele quando estava na delegacia. No final ele deu um tiro de raspão na própria perna dele para tentar incriminá-lo. Haviam quatro policiais no carro, contando com o sargento, porém, os outros três nada fizeram para tentar impedir a ação do sargento”, disse a informante.

Depois da ação, os próprios policiais levaram a vítima para o posto onde foi encontrado pelos familiares e amigos. Mas, como no garimpo não tinha avião e a pista de pouso não tem iluminação, a vítima precisou ficar a noite inteira no Crepurizinho recebendo atendimento de um médico.

“A gente teve que manter ele acordado a noite inteira. No postinho de saúde não tem equipamento, não tem quase nada lá, mas o Dr. Fez o que pôde para ele ficar vivo, consciente”, finalizou a esposa.

Segundo a esposa, a mesma conseguiu um avião na manhã desta segunda-feira (18), por volta das 10h, e encaminhou Vinícius até o Hospital Municipal de Itaituba (HMI) para receber os atendimentos médicos necessários, onde encontra-se internado.

Ao fim da entrevista ao Giro, Priscila afirmou: “A família quer justiça, pois também recebemos informações de que esta não seria a primeira vez que ele fez isso, o mesmo já teria feito semelhante com um estudante em Santarém”.

Veja um vídeo gravado no local

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.