Senado Federal.

Pedido de plebiscito para a criação do estado do Tapajós é protocolado no Senado Federal

“Temos oficialmente um pedido de plebiscito tramitando no Senado Federal.” Disse o presidente do ICPET, Jean Carlos Leitão.

Senado Federal.

O ICPET Instituto Cidadão Pró Estado do Tapajós – articula, junto ao gabinete do senador Siqueira Campos, audiência afim de tratar da emancipação regional para a criação do estado do Tapajós. A defesa pela criação de mais estados foi destaque no discurso do senador Siqueira Campos (DEM) e não parou por aí.

Como forma de cumprir o que disse no discurso, dentro dos 29 dias o ex-governador do Tocantins apresentou Projetos de Decretos Legislativos (PDLs) que dispõem sobre a realização de plebiscitos para a criação de duas novas unidades da federação brasileira por meio de desmembramento.

O primeiro PDL sugere uma consulta ao eleitorado do Pará para que em plebiscito decida pela criação ou não do estado de Tapajós. O texto indica que 23 municípios paraenses seriam os responsáveis por formar esta nova unidade da federação, entre eles está Santarém e Itaituba, que possuem mais de 300 e 100 mil habitantes respectivamente, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018.

Não é unanimidade da bancada

Dos três senadores paraenses, apenas Paulo Rocha (PT) e Zequinha Marinho (PSC) subscreveram o PDL de iniciativa de Siqueira Campos. Quem resolveu não assinar a proposta do tocantinense foi Jader Barbalho (MDB).

Nós vínhamos trabalhando com o gabinete do senador logo após sua posse no sentindo da emancipação da região. E enviamos a pedido do gabinete um resumo riquíssimo da luta de emancipação e agora recebemos a notícia que o senador disponibilizou um pedido de plebiscito a partir da configuração que temos seguido após o plebiscito de 2011, portanto temos oficialmente a partir de agora um pedido de plebiscito tramitando no senado federal. Disse o presidente do ICPET Jean Carlos Leitão

Fonte: Tapajós Meu Estado

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.