Pará pede reforço da Força Nacional à Ministro Sérgio Moro

Governador, Helder Barbalho, teria falado ao telefone com Moro, que garantiu análise atenciosa à situação do Estado.

Postado em: 5 de janeiro de 2019, às 12:24hs

Solenidade de passagem de comando da Força Nacional de Segurança Foto: Isaac Amorim/MJSP

Dois dias após o governador do Pará, Helder Barbalho, solicitar o pedido da entrada e atuação da Força Nacional no Estado, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, recebeu a solicitação e já analisa o pedido.

Helder pede que pelo menos 500 policiais cheguem, em caráter de urgência, e permaneçam por pelo menos seis meses no Pará.

Em sua conta no Facebook, o delegado Eder Mauro, deputado federal pelo Pará, disse que esteve com o presidente, Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (4), para que o pedido seja atendido o mais breve possível. “O Pará está mais violento que o Rio de Janeiro, proporcionalmente”, disse o parlamentar.

O Pará está mais violento que o Rio de Janeiro, proporcionalmente. Hoje fui ao Palácio do Planalto falar pessoalmente…

Posted by Delegado Eder Mauro on Friday, January 4, 2019

Helder Barbalho também teria conversado por telefone com Moro para reafirmar o pedido. O presidente teria, inclusive, prometido uma análise atenciosa à solicitação.

Hoje falei ao telefone com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, que me sinalizou a análise atenciosa do meu pedido da Força Nacional para atuar no Pará.

Posted by Helder Barbalho on Friday, January 4, 2019

O Pará foi o segundo estado a pedir a atuação da Força Nacional, logo após ao Ceará, que já teve a solicitação atendida.

Ações – O governo do Pará anunciou nesta semana reforço do policiamento em alguns bairros da capital, Belém, como Benguí, Cabanagem, Guamá e Terra-firme. Segundo a assessoria do governo, foram mobilizados 400 homens das forças policiais do Estado para esta ação. Também haverá policiamento extra nos municípios de Castanhal, Abaetetuba, Marabá, Santarém, Altamira e Redenção.

Segundo o Atlas da Violência 2018, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a taxa de homicídios do Pará no último dado disponível (relativo a 2016) era de 50,8 por 100 mil habitantes, na época ficando o Pará em quarto no ranking nacional neste indicador, perdendo para Rio Grande do Norte (53,2), Alagoas (54,2) e Sergipe (64,7).

FOnte: O Liberal

Reagir
Curtir Amei Haha Uau Triste Grr
2

Compartilhe

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.