(Reprodução).

Operação realizada pela PF apura incêndios criminosos em Novo Progresso

Operação ocorreu nesta terça-feira (4) e cumpriu 4 mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos suspeitos.

(Reprodução).

A Polícia Federal deflagrou nesta terça feira (22), em Novo Progresso, na área de influência da Br-163, a  Operação “Pacto de fogo”, que visa colher novas provas em investigação que apura associação criminosa suspeita de práticas crimes ambientais em reservas e Unidade de Conservação Federais na Amazônia.

Segundo informou a assessoria da PF, foram cumpridos 4 mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos ligados aos suspeitos a fim de obter novos elementos de informação sobre os crimes em investigação.

Ainda segundo a PF, as investigações tiveram início a partir da divulgação na imprensa de que fazendeiros e produtores rurais da região de Novo Progresso teriam combinado o chamado “Dia do Fogo”. Segundo estes órgãos de imprensa, em 10 de agosto de 2019 seriam iniciados incêndios em diversas localidades, inclusive Unidades de Conservação Federais na região.

A operação recebeu o nome ante a divulgação pela imprensa local e nacional de que diversas pessoas teriam combinado, em grupos de aplicativos de mensagem, a data para as ações criminosas.

Fonte: Polícia Federal

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.