POLICIAL

Padrasto é acusado de manter enteada em cárcere e estuprá-la por 10 anos, no Amazonas
Polícia trabalha com a possibilidade do filho da vítima, de três anos, ser do próprio padrasto




Homem está detido na 74ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) após ser acusado de estuprar e manter em cárcere privado a própria enteada. (Foto: Reprodução)

Um homem de 50 anos foi preso em flagrante, na tarde de segunda-feira, 10, por volta das 15h, na cidade de Borba, no Amazonas, por manter em cárcere privado e estuprar a própria enteada, uma jovem de 20 anos.

Segundo a polícia, a jovem era abusada pelo padrasto desde os nove anos de idade. O homem esperava a mãe da enteada dele sair para trabalhar, momento em que ele concretizava o ato criminoso.

Conforme a polícia, na data mencionada, a jovem, que estava presa há mais de uma semana na casa onde mora, situada no bairro São José, conseguiu fugir do local, após o indivíduo sair para deixar o filho dela, uma criança de três anos, na escola.

“O infrator não deixava a jovem sair ou ter um celular, para prevenir denúncias por parte dela. Quando ele saia pra qualquer lugar, ele trancava a porta e levava a chave e ainda ameaçava a vítima, porém, por um descuido dele, ela conseguiu fugir e delatar o caso na delegacia. Estamos investigando a possibilidade do filho da vítima ser do próprio padrasto”, disse Vieira.

Indiciamento

O homem foi autuado em flagrante por cárcere privado e estupro. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, o infrator ficará custodiado na 74ª DIP, a disposição da Justiça.

Fonte: Diário do Amazonas




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLICIAL  |  15/02/2020 - 13h





POLICIAL  |  13/02/2020 - 16h