Trecho retirado de imagens de câmera de segurança.

Mulher conta detalhes de homicídio que presenciou em Itaituba

Ela aparece segurando uma barra de ferro em vídeo que mostra o assassinato de um homem no Jardim das Araras.

Trecho retirado de imagens de câmera de segurança.

Na madrugada do dia 09, sexta-feira, Claudiney Lins da Silva, de 38 anos, foi morto por esfaqueamento. O crime ocorreu no final da terceira rua do bairro Jardim das Araras, próximo à praia do sapo.

Claudiney Lins da Silva, de 38 anos, vítima.

Tainara Lobato, de 20 anos, ao entrar em contato com o Giro para dar esclarecimentos sobre o ocorrido, informou conhecer o assassino, que é seu vizinho. A mesma, no vídeo publicado em rede social, aparece na cena do crime segurando uma barra de ferro.

Segundo a informante, a vítima teria adentrado a residência do seu irmão para cometer um furto, pegando um ventilador.

“Eu tava dormindo, quando acordei ouvi gritos da minha mãe. Acordei atordoada com ela desesperada. Pensei que meu irmão estaria sendo agredido e, assim como disse ao delegado, sou mulher, sou magra e não iria dar conta de um homem se tivesse agarrando meu irmão, por isso, peguei a barra de ferro. Mas Deus foi tão bom que não deixou eu triscar nele”, disse a informante.

A mulher entrevistada destacou a inocência das mulheres que surgiram no vídeo: “As mulheres que aparecem no vídeo não tem nada a ver, porque elas só tiraram o rapaz do local, não bateram na vítima”.

Tainara disse também que ninguém imaginava que iria acontecer um homicídio, apesar de os evolvidos estarem brigando.

O momento do Crime

Como é possível observar no vídeo que circulou na internet, a vítima tentou fugir do acusado que segurava uma faca, mas sem sucesso, pois o assassino logo o alcançou e o atingiu no pescoço. Após a facada, Claudiney foi ao chão, ainda assim, o autor do crime iniciou uma sequência de, pelo menos, quatro chutes.

Na cena apareceram várias pessoas, sendo o autor do crime, acompanhado de Tainara, que presenciou o assassinato, segurando uma barra de ferro. Em seguida, após ocorrer o crime, surgiram outras três mulheres.

Veja o vídeo

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.