Acidente na Br-163. (Foto: Reprodução)

Motoqueiro morre ao bater na traseira de carreta na BR-163, em Moraes Almeida

A carreta estaria parada em uma fila na rodovia quando a vítima colidiu com o veículo.

Acidente na Br-163. (Foto: Reprodução)

Na noite deste sábado(23), por volta das 22h30, um acidente de proporção gravíssima, com uma vítima fatal, aconteceu na Rodovia BR-163, no Distrito de Moraes Almeida, entre os municípios de Itaituba e Novo Progresso, sudoeste do Pará.

Conforme informado, o fato teria ocorrido quando um homem, identificado como Claudemir Geraldo, de 40 anos de idade, trafegava pela BR-163 em sua moto Honda, modelo Bros 160, de cor preta, possivelmente, sem o equipamento de segurança obrigatório, o capacete, quando bateu na traseira de uma carreta Mercedes Bens, modelo Actros, de Santa Helena/ MT, que estava parada na rodovia em uma fila de carretas.

Carreta envolvida no acidente. (Foto: Reprodução)

Após o acidente, populares ainda acionaram funcionários da Unidade de Saúde de Moraes Almeida, porém, Claudemir já teria falecido, devido uma forte batida na cabeça, pela qual houve exposição de massa encefálica. Policiais militares do (PDD-103) de Moraes Almeida estiveram no local, resguardaram o trecho onde ocorreu o acidente e controlaram o trânsito, até a remoção do corpo.

O homem identificado como André de Oliveira, motorista da carreta, permaneceu no local do ocorrido e afirmou:

“Eu estava parado na rodovia, tinha várias carretas na minha frente. O trânsito estava parado, quando senti apenas uma batida na traseira da minha carreta, desci, fui olhar e vi o homem já no chão, eu e alguns colegas tentamos ajudar, mas ele já estava óbito”.

Segundo informações, André Oliveira foi para a cidade de Novo Progresso, onde será ouvido em depoimento coletado pela Polícia Civil. A moto envolvida no acidente, foi retirada do local e levada ao (PDD-103).

Fonte: Blog Junior Ribeiro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.