Menina de 11 anos dá à luz filho de seu próprio irmão, de 14 anos

Os pais dos garotos declararam à polícia que não sabiam da gravidez, e só levaram a menina ao hospital porque ela reclamou de dores estomacais.

Postado em: 13 de fevereiro de 2018, às 13:30hs

Foto: Ilustração

Uma menina grávida de 11 anos, moradora da Múrcia, na Espanha, deu à luz uma criança cujo pai é seu irmão de 14 anos. De acordo com o Daily Mail , o bebê nasceu na última sexta-feira (2), após a garota, cujo nome não foi divulgado, se dirigir ao hospital com “dores estomacais”.

A polícia assumiu as investigações do caso e descobriu que o pai do bebê é o irmão mais velho dela, com apenas 14 anos. Ele a engravidou quando tinha 13. A família declarou que não sabia que a menina estava grávida , e que só a levou até um centro médico por acreditar que a garota estava com problemas intestinais graves.

Manuel Villegas, diretor da Secretaria Regional da Saúde na Múrcia, disse que o caso é “absolutamente excepcional”, e que, agora, é preciso esperar o desfecho das investigações. “Quando tudo estiver claro, veremos o que aconteceu e de que forma podemos ajudar”, explicou.

Fontes locais noticiaram que não há evidência de estupro , por mais que as autoridades ainda não tenham anunciado as conclusões do caso. Tanto a mãe quanto o bebê passam bem e estão internados em um hospital local.

Caso de estupro entre irmãos britânicos

Em uma situação que, por sua vez, envolveu um estupro, a britânica Tressa Middleton decidiu contar sua história 11 anos depois de viver tamanho sofrimento. Isso porque sua primeira gravidez aconteceu aos 12 anos, depois de ser vítima de estupro provocado por seu irmão , cinco anos mais velho, e ter perdido a guarda do bebê, que foi colocado para adoção.

Apesar de passados tantos anos, ela conta ainda sente falta de sua filha, Annie, que criou por dois anos. A jovem mãe não teve escolha e foi proibida de ter contato com a criança depois de ter revelado que havia sido estuprada por seu irmão. Com a confissão de Tressa, ele foi julgado e condenado à prisão por quatro anos, a partir de 2009.

Grávida novamente, agora Tressa espera que sua filha um dia conheça o novo bebê, mas não pretende procurar a guarda da menina, porque acredita que seria egoísmo de sua parte retirá-la da família que a criou por tantos anos.

Fonte: IG

Reagir
Curtir Amei Haha Uau Triste Grr
277

Compartilhe

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.