Manifestação cobra agilidade nas buscas por menina desaparecida em Trairão

Samila Vaz está desaparecida desde o dia 20 de setembro; Caso é repleto de contradições e segue sendo um grande mistério. Veja!

O caso de desaparecimento de Samila Vais Garcia, de apenas 13 anos,  vem ganhado cada dia mais força no município de Trairão. Na tarde desta terça-feira (01) foi realizada uma manifestação com a participação do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, alunos da Escola Instituto de Educação, onde a garota desaparecida estudava, e a população em  geral, para cobrar mais agilidade nas investigações do caso.

Uma comitiva da manifestação foi recebida pelo delegado, que explicou que a Polícia está empenhada em resolver o caso, e que já foram realizadas várias buscas nas comunidades rurais circunvizinhas, apurando todas as informações que já apareceram. O delegado afirmou ainda que há informações novas e que as tais estão em sigilo para não atrapalhar as investigações.

Samila desapareceu no último dia 20 de setembro quando, segundo informações, o padrasto teria saído com a mesma às 4h horas da madrugada para receber exames no hospital municipal e deixou a garota no local e foi para a comunidade do Areia confirmar uma vaga de trabalho.

Samila Vais Garcia, de 13 anos, desaparecida. (Reprodução)

Contradições na versão do padrasto

O padrasto informou que quando retornou da comunidade a garota já não estava mais no hospital. No entanto, há contradições nessa versão, pois o padrasto não confirmou a localidade exata do trabalho para confirmação que ele esteve lá. O mesmo também informou que demorou para voltar ao hospital pois teria tido problemas mecânicos na sua moto e levado a uma borracharia para consertá-la, porém, essa informação foi desmentida pelo proprietário do local.

Há também um detalhe nessa versão sobre o horário que padrasto saiu pela parte da madrugada para receber os exames, pois o local onde eles residem não é tão longe da cidade e o horário para pegar os exames é somente a partir das 9h da manhã.

Nos últimos dias várias histórias foram colocadas em grupos de WhatsApp, muitas delas envolvendo a suspeita sobre a figura do padrasto, no entanto nenhuma foi confirmada pela Polícia.

Fonte: Portal Giro

Mora em Trairão? quer receber nossas notícias? Clique AQUI e solicite entrar no grupo do portal quilômetros Giro de sua cidade.

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.