Indígenas mundurucus realizam ação contra madeireiros ilegais.

Madeireiros ilegais são expulsos de terras indígenas no sudoeste do Pará

Indígenas deram prazo de três dias para madeireiros encontrados saírem do território que pertence a Itaituba e Trairão.

Indígenas mundurucus realizam ação contra madeireiros ilegais.

Devido a falta de apoio dos órgãos de fiscalização, guerreiros Mundurukus realizaram uma expedição para expulsar os madeireiros e palmiteiros da área indígena Sawré Muybu. A terra que possui cerca de 178.173 hectares está localizada nos municípios de Itaituba e Trairão.

De acordo com indígenas, foram encontrados diversos madeireiros para os quais foi dado um prazo de três dias para desocuparem a localidade.

Indígenas mundurucus realizam ação contra madeireiros ilegais.

“Ficamos muito revoltados por ver as nossas árvores derrubadas e as nossas castanheiras como tora de madeira em cima de um caminhão. E sabemos, que quando retirarem a madeira, vão querer transformar nossa terra em grande pasto para criar gado”

“E com muita pressão, eles passaram a madrugada retirando 11 máquinas pesadas, 2 caminhões, 1 quadriciclos, 1 balsa e 8 motos. Todos sem placa. Na retomada, andamos 26 Km vigiando ramais [estradas] que os madeireiros fizeram no nosso território e bebendo água suja do rio Jamanxim, que está poluída pelo garimpo”, relata o texto dos Mundurucus.

O atual Presidente Jair Bolsonaro, entretanto, afirma que não irá mais homologar terras indígenas e promete abri-las para a exploração mineral e demais atividades econômicas. As declarações do presidente tem estimulado um aumento nas invasões em terras indígenas por grileiros e garimpeiros desde o início do ano, mesmo em áreas já homologadas.

Em apoio à luta do povo indígena, a cantora Anitta pronunciou-se sobre o acontecimento em sua página do Instagram: “Não importa onde esteja. Se estou me divertindo ou não. Meu coração sempre chora a cada batalha que vejo o povo indígena sofrer”, digitou a artista em stories do Instagram.

Post de Anitta.

Fonte: Portal Giro com informações de Folha de S. Paulo e Forum BR

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.