Charlene da Silva Moraes e Reginaldo Alves de Sousa.

Julgamento de casal acusado de matar filha em Itaituba acontece nesta quarta (28)

Mãe e padrasto estão presos há dois anos.

Charlene da Silva Moraes e Reginaldo Alves de Sousa.

Acontece nesta quarta-feira (28) o julgamento de Charlene da Silva Moraes, de 35 anos, e Reginaldo Alves de Sousa, também de 35, que foram presos, há dois anos, acusados de espancar e assassinar Daniele Moraes Lucas, uma criança de 11 anos. O crime aconteceu no dia 11 de junho de 2017 no garimpo Mamoal, região itaitubense do Jardim do ouro.

Daniele Moraes Lucas, vítima.

Segundo informações da família, Daniele morreu por ter sido espancada pela mãe e pelo padrasto. A perícia realizada confirmou a versão apresentada, pois foram identificadas marcas de agressões e várias lesões internas no corpo da menina e a causa principal da morte foi uma forte pancada na região do estômago que causou grande ruptura no fígado e pâncreas da vítima.

Ainda conforme o que a família informou, na época, o padrasto teria abusado sexualmente da criança diversas vezes. As suspeitas ficaram ainda mais fortes quando, em 8 de maio de 2017, um laudo realizado pelo IML apontou indícios de abuso sexual na menina.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.