Notas falsas apresentadas na 16ª Seccional de Polícia Civil — Foto: Kamila Andrade/G1

Jovem é preso após tentar pagar celular com cédulas falsas em Santarém

Caso foi considerado estelionato e a polícia continua as investigações para descobrir a procedência das notas falsificadas.

Notas falsas apresentadas na 16ª Seccional de Polícia Civil — Foto: Kamila Andrade/G1

Na tarde de segunda-feira (12), um jovem de 20 anos foi preso em Santarém, no oeste do Pará, após anunciar através de um aplicativo a venda de aparelhos de celular e pagá-los com cédulas falsas. Segundo a polícia, Matheus Quintino Lessa foi preso em flagrante com três notas falsas, e já na delegacia ele apresentou mais quatro.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Jaime Paixão, a polícia foi acionada através do disque denúncia 181. “Matheus foi preso no momento em que tentava repassar notas falsificadas, e por serem cédulas grosseiras, configura estelionato, não como ‘moeda falsa’, que seria de atribuição federal. Ele foi autuado e vai responder à Justiça”, explicou.

O caso flagranteado deve ser comunicado nesta terça-feira (13) ao Juízo, onde será decidido o futuro de Matheus. A polícia solicitará ao juiz, a prisão preventiva de Matheus, para evitar que as investigações sejam prejudicadas.

As investigações continuam no intuito de descobrir onde as notas estão sendo confeccionadas e quem dá o apoio logístico a essa operação. “Nós encontramos sete notas falsas com ele, que é considerada uma quantidade grande, já que podia ter lesado várias pessoas porque quando ele fazia a negociação misturava as notas falsas com verdadeiras e ainda solicitava troco”, disse o delegado.

Segundo o delegado, o prazo para conclusão do inquérito é de 10 dias, e dentro deste tempo mais pessoas devem ser investigadas por participação no crime. “Nas últimas semanas soubemos de mais episódios de notas falsas circulando, o que chamou a nossa atenção porque pode ser que sejam fabricadas aqui, mas também importadas de outro lugar”, finalizou.

Fonte: G1 Santarém

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.