Cássio Cordeiro da Silva, de 23 anos, morto à facadas.

Jovem de 23 anos morre em garimpo de Jacareacanga após levar cinco facadas

A família pede justiça para o caso, visto que o acusado de cometer o crime está foragido.

Cássio Cordeiro da Silva, de 23 anos, morto à facadas.

Na noite do dia 5 de dezembro (quinta-feira), por volta das 23h30, um homem, identificado como Cássio Cordeiro da Silva, de 23 anos, faleceu após levar várias facadas, no garimpo Caburuá, localizado em Jacareacanga. Segundo informações, o responsável pela ação é um homem conhecido como “Jamaica” ou “Tatuado”.

Segundo informações cedidas pela família, no dia em que o crime aconteceu, Cássio estava na “Currutela”, no Garimpo, para fazer pagamentos de vestimentas que havia comprado quando uma mulher convidou-lhe para dormir em um quarto de cabaré. No momento em que Cássio estava sentado na rede, “de costas para a porta”, foi surpreendido  por “Jamaica” que desferiu várias facadas contra o mesmo e fugiu logo em seguida em uma voadeira.

Homem conhecido como “Jamaica” ou “Tatuado”, acusado de cometer o crime.

Após ferido, Cássio foi socorrido por uma mulher que trabalhava em um bar situado no local, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. O autor do crime ainda não foi encontrado, sendo considerado foragido da polícia. Assim, os familiares pede justiça para o caso.

A possível motivação para o crime

Segundo a sobrinha da vítima a possível motivação para o crime seria ciúmes, logo que uma mulher, não identificada, estaria “dando em cima” de Cássio para provocar “Jamaica”.

Outros possíveis crimes cometido pelo acusado

De acordo com o que informou uma sobrinha de Cássio este não teria sido o primeiro crime cometido por Jamaica.

“Meu tio não foi o único homem a ser morto por esse homem. O pessoal em Jacaré falou que ele é perigoso e que sai pulando de garimpo em garimpo se escondendo, as pessoas têm medo dele”, finalizou.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.