Jovem de 16 anos, apreendido em Altamira.

Jovem acusado de matar padrasto em Itaituba é preso em Altamira

Jovem de 16 anos estava foragido há 3 dias após cometer o crime na região do Garimpo Patrocínio; O mesmo raspou a cabeça para dificultar seu reconhecimento.

Jovem de 16 anos, apreendido em Altamira.

Na madrugada deste sábado (28) o jovem identificado pela inicial G., de 16 anos, acusado de matar a facadas o padrasto, Leonardo Santos Rocha, no Garimpo Patrocínio, em Itaituba, foi apreendido em Altamira. Segundo o que foi informado pela mãe do jovem, o mesmo tinha raspado a cabeça para dificultar sua identificação e reduzir a chance de ser apreendido.

“Ele raspou a cabeça para se disfarçar, mas a polícia já pegou ele”, disse a mãe.

Ainda segundo a mãe, a moto que o mesmo teria usado para fugir foi encontrada no garimpo Crepurizinho, onde o mesmo teria passado a noite antes de embarcar em uma caminhonete e seguido para o Km 30 onde comprou uma passagem para Altamira onde foi encontrado.

A mãe do jovem relatou como era a relação entre o filho e o padrasto, veja:

Jovem de 16 anos.

Em contato com o Giro a mãe do jovem afirmou que o esposo não era agressivo que teria havido somente uma discussão entre G. e Leonardo quando o padrasto teria feito uma brincadeira, mas G.não teria gostado, por isso teria dito que iria matá-lo, “Mas não levamos isso em conta, ninguém pensou que ele ia carregar essa mágoa por todo esse tempo, ninguém nunca imaginou que ele ia fazer o que fez”, disse.

A mãe destacou ainda que o jovem era carinhoso com a mesma, mas tinha ciúmes de Leonardo por causa da moto, visto que a mesma não permitia que G. andasse no veículo, mas o esposo já utilizava com muita frequência, por isso G. dizia à mãe que a mesma teria “dado a moto para macho”.

“Dizia: “Ah mãe um dia eu quero ter a sorte que o Léo teve”, perguntava “De quê meu filho?” ele dizia: “De arrumar uma mulher que compre uma moto para mim, igual a senhora comprou essa moto para o Léo”, e respondia: “Eu não comprei essa moto para o Léo, eu comprei para trabalhar, para vender minhas coisas no baixão, para me locomover”, todo tempo eu explicava as coisas para ele”, relatou a mãe.

O crime

Crime aconteceu na comunidade garimpeira de Patrocínio.

O assassinato aconteceu na última quarta-feira (24) quando a vítima, Leonardo Santos Rocha, teria saído com o enteado em uma moto modelo Bros de cor vermelha, com destino ao ‘baixão’ do garimpo Patrocínio. Segundo informações, devido a demora no retorno Fabriza, esposa de Leonardo, decidiu ir atrás e o encontrou na beira de um ramal, com vários ferimentos de golpes de faca pelo corpo, há aproximadamente 20 Km da comunidade.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.