Carlos dos Santos Sousa, 26 anos.

Jovem acusado de homicídio em Itaituba é condenado à 31 anos de prisão

Jovem não compareceu ao julgamento e é considerado foragido da justiça.

Carlos dos Santos Sousa, 26 anos.

Aconteceu na última quarta-feira (7), o julgamento de Carlos dos Santos Sousa, de 26 anos, acusado de matar à facadas Rondinelly da Conceição Silva, namorado da ex mulher. Crime ocorreu em 23 de Maio de 2016, no bairro São Tomé. Na época, Carlos ainda ficou preso por 8 meses, mas ganhou o direito de responder em liberdade.

Julgamento.

Sem a presença do réu, que foi orientado pela defesa a não comparecer, o julgamento, que durou aproximadamente 18 horas, aconteceu com base em vídeo depoimento. A pena ficou em 31 anos por um homicídio e duas lesões corporais, a defesa conseguiu absolve-lo de outras duas acusações de lesão corporal.

“O resultado foi satisfatório, por que ele era acusado de 4 crimes, 3 tentativas de homicídio e um homicídio qualificado e a gente conseguiu desclassificar duas tentativas, que ficaram como lesão corporal simples”, disse o advogado Thiago Brasil, que fez a defesa do réu.

Apesar da condenação e prisão decretada pela justiça, Carlos continua em liberdade, sendo considerado foragido. O advogado disse ao Giro que irá entrar com recurso.

“Vamos entrar com recurso e aguardaremos o tribunal decidir, por enquanto, ele não pretende se entregar.” afirmou Thiago Brasil

Família da vítima.

Para a família da vítima, o julgamento foi considerado satisfatório, apesar de questionar o fato da defesa optar pelo não comparecimento do réu. Além disso, o depoimento também foi considerado questionável.

“A gente ficou com o coração muito aflito, pois o acusado não compareceu, também queríamos uma pena maior, pois sabemos que ele não irá cumprir esses 31 anos em regime fechado”, disse a irmã da vítima.

O crime

Rondinelly da Conceição Silva, vítima.

O crime aconteceu por volta das 21h quando, segundo informações, Carlos dos Santos chegou na residência da ex mulher, Raniele Gomes dos Santos, e desferiu cerca de 7 facadas em Rondinelly, que estava em uma moto. Raniele, além do irmão e do pai, ao tentarem intervir no crime, também foram esfaqueados.

Roneinely morreu aos 29 anos e deixou uma mulher grávida de 9 meses e outra filha de criação com 10 anos.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.