Homem foi rendido e preso pela Polícia.

Homem rendido pela polícia com tiro de bala de borracha tem problemas mentais

Ele aparece em vídeo sentado com duas facas e foi rendido após ser atingido pelos disparos de arma não letal, que deixaram algumas lesões em seu corpo.

Homem foi rendido e preso pela Polícia.

Familiares de Eligelson Lisboa Leal, de 39 anos, homem que aparece em vídeo recebendo tiros de bala de borracha pela polícia, na noite do último domingo (2) em Itaituba, se revoltaram com o caso, isso por que o homem seria um doente mental. Após o fato, ele apresentou três lesões no corpo, resultado dos disparos da arma não letal.

Lesões provocadas pelos disparos.

Eligelson foi preso pela polícia por estar armado com duas facas em um estabelecimento, onde supostamente estava oferendo riscos aos populares. Segundo um policial Militar, a polícia foi acionada inicialmente e fez todo o diálogo com o intuido de convencer o homem a jogar as facas e se render, porém, não teria adiantado, após isso o Grupo Tático Operacional foi chamada até o local e um PM agiu rapidamente atirando com balas de borracha e efetuando a prisão.

“Antes do tático chegar a polícia convencional já tinha conversado demais com ele, e ele não tinha entregado a faca, inclusive, muitos até aplaudiram a ação da GTO quando renderam o homem.” disse o policial Militar

Armas apreendidas.

Segundo Alexsandra, irmã de Eligelson, ele estava desaparecido da família há dias, após ter saído a pé da comunidade onde mora, no km 28 sentido jacareacanga, para Itaituba, sem que ninguém percebesse. A família só descobriu o caso ao receber o vídeo através de grupos de whatsapp, onde o vídeo viralizou. “Ele não faz mal a ninguém, como vemos no vídeo ele nem reage, ele não é agressivo. O problema é que ele gosta de pegar muita porcaria do lixo.” Disse a irmã

“Não tiramos a razão do dono do estabelecimento, mas a polícia não podia ter agido daquela forma, estamos todos revoltados. Já estamos tomando providências.” Afirmou a irmã

A família registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia e garante que irá acionar o Ministério Público para denunciar o caso.

Veja o vídeo 

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.