Robson Maciel, 36 anos.

Homem baleado em Itaituba não resiste e morre antes de viagem para Santarém

Morte foi confirmada no final da manhã deste sábado (15); Veja mais detalhes.

Robson Maciel, 36 anos.

Robson Maciel de Sousa, de 36 anos, morreu por volta das 11h deste sábado, antes de decolar em voo para a cidade de Santarém onde deveria ser internado no hospital municipal. Segundo apurou o Giro, ele estava com o projétil (bala) alojado na cabeça e precisava passar por cirurgia.

Funcionários do HMI informaram que, após deixar o hospital sentido aeroporto onde uma aeronave lhe esperava, o paciente teve agravamento e precisou voltar à unidade onde passou por procedimentos de reanimação, mas não resistiu.

Antes mesmo de deixar o hospital, o estado de saúde de Robson já vinha se agravando, o que, segundo apurado, atrasou a viagem.

O corpo de Robson foi encaminhado para o IML, somente após necropsia será possível confirmar a causa da morte, suspeita-se de parada cardíaca.

Local do velório não foi informado pela família até o fechamento desta matéria.

Entenda o caso

Vítima após ser baleada.

Robson foi baleado com três tiros, na cabeça e abdomem, na noite da última sexta-feira (14), por volta das 20h30, enquanto jantava em um estabelecimento na décima oitava rua esquina com Travessa 15 de Agosto, em Itaituba.

Testemunhas oculares afirmam que um homem em uma moto Lander, de cor preta, estacionou há alguns metros do local em que a vítima estava e se aproximou disparando ao menos três tiros, que acertaram a cabeça e o peito, em seguida fugiu.

Principal suspeito

A polícia civil investiga o caso. O principal suspeito de ser possível mandante do crime, segundo a família, seria um homem que ameaçava Robson, por um possível envolvimento que o mesmo manteve com sua mulher. Suspeito é funcionário da prefeitura municipal de Itaituba.

Ainda nas primeiras horas após o crime, um familiar esteve na residência do suspeito, juntamente com a polícia, o mesmo negou as acusações afirmando não ter nenhum envolvimento. Ele foi conduzido e apresentado na delegacia de Polícia com um advogado.

Mais sobre Robson

Robson trabalhava com vendas, morava há um ano com a professora Mauritânia Sousa e deixou duas filhas.

Por ironia do destino, nos últimos dias Robson fez diversos compartilhamentos no facebook com relação ao atentado sofrido pelo candidato à presidência Jair Bolsonaro, aparentemente ele era um eleitor fanático. No comentário de uma de suas postagens, referente a tentativa de homicídio do candidato, ele disse Não vão [matar] mesmo, novo presidente do Brasil Bolsonaro “O Imortal” kkkkk” 

Postagem no facebook de Robson.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.