Imagem de câmera de segurança durante a ação criminosa.

Família vítima de assalto na Buriti, em Itaituba, aciona o ministério público

Família afirma que um dos envolvidos no crime foi liberado após prisão; Garante ainda que assalto deixou prejuízo acima de 45 mil.

Imagem de câmera de segurança durante a ação criminosa.

Temendo pela segurança, família vítima de assalto na Buriti, crime ocorrido no último dia 03 de outubro, procurou o Giro para relatar a situação em que estão vivendo após o trauma.

Segundo Márcio Coli, dono da residência, mesmo após a prisão de três suspeitos do crime, entre eles um menor, a polícia teria liberado o taxista que, segundo o morador, teve participação direta na ação. Em imagens de câmara de segurança dois dias antes do crime, Márcio garante que o mesmo veículo apreendido aparece rondando sua casa no momento exato em que a esposa chegava.

“Minha esposa chegou no carro e percebeu a aproximação do táxi, ela parou para que ele passasse, mas estranhamente ele ficou parado, isso gerou desconfiança. Então dois dias depois o mesmo taxista foi o responsável por levar os bandidos para realizar o assalto, depois de ser preso ele negou a participação e foi liberado, sendo que nós temos a imagem do veículo rondando nossa casa.” Disse Márcio. (Veja o vídeo à seguir)

O taxista foi identidicado como Daniel Silva Sobrinho, que seria ex funcionário da CELPA de Santarém. Após a polícia descobrir sua possível participação no crime e captura-ló, o mesmo teria levado os policiais na residência de outros envolvidos. Em uma dessas residências, a polícia encontrou bijuterias roubadas, dinheiro e um revólver calibre 38.

Veículo apreendido é o mesmo que rondava a residência da família dias antes do crime.

Insegurança

A família se sente insegura, uma vez que, na delegacia, um dos envolvidos teria tentado intimida-los. Além disso, uma pessoa desconhecida de moto teria ido na casa há poucos dias e batido no portão, fato que intrigou os moradores.

Outro ponto importante destacado foi o fato de, após a prisão dos suspeitos, poucos pertences roubados serem recuperados. O prejuízo calculado foi de aproximadamente 50 mil reais, pois incluiu cerca de 14,5 mil reais em dinheiro, 3 celulares (entre eles um iphone X), 3 relógios de alto valor e jóias avaliadas em aproximadamente 25 mil reais.

Teriam sido recuperados: o celular Iphone X (encontrado jogado após rastreamento), 2,7 mil reais (que seria da venda das jóias) e algumas bijuterias de pouco valor.

“Nós queremos que o caso continue sendo investigado, pois tem envolvido solto e a maioria dos produtos roubados não foram recuperados. Por isso nós procuramos o Ministério Público, para que o inquérito não seja fechado antes de uma melhor investigação”, Finalizou o proprietário.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.