Fórum de Itaituba.

Evento debate impactos de grandes obras na vivência de crianças e adolescentes do Tapajós

O evento acontecerá no Salão do Tribunal do Júri da comarca de Itaituba, localizado na Travessa Paes de Carvalho, bairro do Comércio.

Fórum de Itaituba.

Nos dias 25 e 26 de setembro acontece, em Itaituba, o “Workshop Monitoramento dos impactos de grandes obras na vivência da criança e do adolescente da região do Tapajós e BR-163”. O evento é uma realização da Promotoria de Justiça de Itaituba, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), em parceria com os Conselhos Estadual e Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), ONG Chilhood Brasil entre outras entidades de Itaituba, Trairão e regiões do Tapajós.

O objetivo do Workshop é integrar a rede de proteção de crianças e adolescentes a partir da instalação de uma comissão temática, orientada pelo Artigo 8º da Resolução 215-2018 do Conselho Nacional dos Direitos da criança e do Adolescente (CONANDA). A ideia é que a comissão seja composta de atores do poder público, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Conselhos Tutelares, Conselhos Estadual e Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, órgãos públicos da administração local, Associação dos Terminais Portuários, organizações da sociedade civil, movimentos sociais e associações de moradores, além de comunidades tradicionais afetos ao tema.

Essa mobilização é resultante da preocupação das autoridades da região com o aliciamento e a exploração sexual de crianças e adolescentes nas cidades de Itaituba, Trairão e região do Tapajós, considerando o avanço significativo das grandes empresas de transbordo de cargas, em especial de importação e exportação da soja. Tal preocupação também se estende às regiões de garimpo, em sua maioria de difícil acesso.

A fusão de apoio entre as entidades visa implementar medidas preventivas e repressivas na violação de direitos da criança e do adolescente na região do Tapajós na região de vulnerabilidade de transbordo de cargas e também em regiões de difícil acesso, como a região garimpeira.

O combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no território afetado pelas obras e empreendimentos faz parte do Plano de Atuação 2017-2019 da Promotoria de Itaituba que instaurou Inquérito Civil (N° 001-2019-MP-3aPJ) o qual já resultou em medidas preventivas e repressiva na região.

O Workshop é um dos resultados dessa atuação e visa, sobretudo, debater formas de atender a Resolução n° 215 do Conselho Nacional dos Direitos da criança e do Adolescente (CONANDA) que dispõe sobre as ações para a proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes em risco de serem impactados com a instalação das grandes obras e empreendimentos, uma vez que é dever das autoridades locais definir medidas de promoção e proteção e ainda estabelecer instrumentos de fiscalização e participação da sociedade civil nas ações de proteção às crianças e jovens da região.

O evento acontecerá no Salão do Tribunal do Júri da comarca de Itaituba, localizado na Travessa Paes de Carvalho, bairro do Comércio.

Programação

Dia 25 – 14h30
– Abertura
– Mesa de Exposição: MAB/MTV/UFOPA/CMDCA/CONDECA-CHILDHOOD/MPPA
– Painel – Resolução 215 e dados da pesquisa realizada em Itaituba

Dia 26 – 9h30
– Composição dos Grupos e Trabalho por município presente
– Elaboração da matriz de impactos observados regionalmente
12h30 – Almoço
14h
– Proposta de implantação dos Grupos de Trabalho Crianças e adolescentes nos Conselhos Municipais a partir da Resolução 215 no CONANDA
– Agenda pública de encontro com o MPPA para monitoramento

Fonte: Portal Giro com informações da Promotoria de Justiça de Itaituba

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.