CREAS de Itaituba faz alerta sobre abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes

Postado em: 18 de maio de 2017, às 13:57hs

Hoje no dia nacional do combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes (18 de maio), o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) em nome do psicólogo Sílvio Jadão, dar alertas sobre o tema.

Segundo o Psicólogo Sílvio Jadão, os casos de abuso e exploração sexual infelizmente ainda são muito registrados no município, principalmente nas regiões garimpeiras. O grande problema é, segundo ele, que muitos casos não são denunciados, o que dificulta ainda mais essa contagem. Sílvio estima que o CREAS de Itaituba atende cerca de 0,83 casos por mês, ou seja, em média 10 por ano, ele lembra ainda que o abuso sexual não é apenas o estupro, mas sim todo ato malicioso com fins sexuais à criança e adolescente é considerado.

Sílvio fala das diferenças entre abuso e exploração: “O abuso é o aliciamento ou indução de atos sexuais à uma criança ou adolescente. Já na exploração entra a questão financeira, ou seja, oferecer presentes em troca de ato sexual ou algo semelhante.”

Uma criança que sofre de abuso sexual pode apresentar diversos sintomas que podem ser de curto ou longo prazo. 

A curto prazo:
– Mudanças de comportamento repentino;
– Isolamento;
– Timidez;
– Falta de sono;
– Falta de atenção (nos estudos por exemplo);

A longo prazo:
– Depressão;
– Falta de confiança;
– Dificuldade em relacionamentos amorosos ou amizades;
– Em casos extremos a pessoa pode sentir vontade de ser um abusador de crianças quando adulto;

Os abusos em sua maioria são infrafamiliar, ou seja, acontecem dentro de casa, seja por um vizinho, um familiar, ou até mesmo por uma pessoa desconhecida, como por exemplo, um prestador de serviços domésticos.

Por fim, o psicólogo ressalta a importância do diálogo e acompanhamento das atividades e relacionamentos dos filhos na escola. Mas também alerta que não deixem suas crianças com qualquer pessoa (ou sozinhos) em casa. Outro ponto importante é não fechar os olhos, acreditar no que as crianças falam, o grande erro da maioria dos pais é achar que uma criança inventa muitas histórias.

Disque 100 para fazer uma denúncia.

“A violência psicológica é uma das piores que existem, pois ela não deixa marca física, mas deixa feridas em nossos sentimentos.”

O CREAS realizou e estará realizando, durante toda essa semana, palestras sobre o tema em diversas escolas, entre elas: Carlos Sarmento e Integração Nacional (de Miritituba), Campo Verde (km 30), Antônio Gonzaga Barros, Fernando Guilhon e Maria de Oliveira Mendonça.

O projeto é denominado “Saber é viver”, com a missão de levar o conhecimento para crianças e adolescentes, e deve se estender pelos próximos anos com temas diversos tais como: Drogas, Sexo, Conflitos familiares etc.

Fonte: Portal Giro

Reagir
Curtir Amei Haha Uau Triste Grr

Compartilhe

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.