Como o Marketing Multinível mudou a vida de um itaitubense ex catador de lixo

Quando era catador de lixo ele ganhava 50 reais por semana, em seu primeiro mês no MMN ganhou cerca de 20 mil.

Postado em: 14 de setembro de 2018, às 9:45hs

Antes e depois de Michael.

Quando se fala em história de superação logo se pensa em uma pessoa que deu a volta por cima e venceu uma doença ou, sem recursos, subiu na vida de uma forma surpreendente. A história que você vai conhecer hoje é, sem dúvidas, uma das mais incríveis que já publicamos em nosso portal, pois conta a trajetória de alguém que era tido como fracassado mas que deu a volta por cima e hoje é um espelho para muitas pessoas.

Estamos falando de Michael Antônio Nascimento de Oliveira, itaitubense de 25 anos, que tem dois filhos e é casado com a ex professora Lucélia da Silva Nogueira de Oliveira. A história dele começa no lixão municipal, em seu primeiro trabalho, como catador de lixo, ainda menor de idade, onde ganhava cerca de 50 reais por semana, lá ele passou um ano e meio sobrevivendo da coleta, “tudo que comia e bebia vinha do lixo.” Diz Michael

Antes e depois do casal.

Após sair do lixão, Michael começou a trabalhar e morar em uma reciclagem, onde ficou por 3 anos. Lá ele conheceu a sua esposa, quando tinha 17 anos, há 8 anos.

Tudo começou a mudar em 2014, quando Michael conheceu o equipamento de uma empresa voltada à saúde, a princípio apenas com a intenção de ajudar seu filho que estava doente. Ele comprou o equipamento, porém, foi apenas em janeiro de 2015, após perceber os benefícios do produto, que ele decidiu que iria entrar na empresa para se tornar um vendedor e tentar ingressar no Marketing Multinível.

Michael contou que o que mais lhe chamou atenção no negócio foi o fato da pessoa que iniciou o projeto na região, na época, já estar ganhando mais de 100 mil reais por mês de bônus, em apenas 7 anos na empresa. “O sucesso em curto tempo, foi o que mais chamou a atenção.” Disse

Como um ex catador de lixo sem nenhuma credibilidade vai conseguir vender um produto de alto valor?

Michael contou que, na época, ninguém acreditava nele, nem mesmo os próprios familiares e amigos de igreja. Foi utilizando a credibilidade da mulher, que era professora, que ele conseguiu passar confiança e, juntos, venderam cerca de 20 equipamentos em apenas um mês, tirando o lucro aproximadamente 20 mil reais. “Era algo inimaginável, nunca tinha ganhado tanto dinheiro em toda minha vida” disse

Daí por diante o casal não parou mais, sempre fazendo muitas vendas, em pouco tempo conseguiram montar uma boa equipe, que também passou a gerar lucros em forma de bônus de equipe.

Após quase 4 anos no MMN, o casal alcançou várias conquistas, entre elas o carro dos sonhos. No ano 2017 Michael presenteou sua amada com, simplesmente, uma caminhonete L200 Triton.

Mudança radical na vida do casal.

Ele prefere não revelar seus ganhos atuais, mas disse que já chegou a ganhar 80 mil reais em um mês, entre comissões de vendas e bonificações de equipe, em novembro do ano passado.

“Vejo pessoas formadas nas melhores profissões e que não ganham o mesmo que eu, um ex catador de lixo sem nenhuma formação, mas com muita garra e força de vontade.” Finalizou

A rede do casal tem cerca de 80 pessoas ativas. Hoje a equipe está espalhada por mais de 20 cidades, entre elas, Belém, breves, Parauapebas, Trairão, Jacareacanga, Altamira, Santarém, etc.

Quer falar com Michael e saber mais sobre o negócio? clique aqui.

O Marketing Multinível vem transformando a vida das pessoas em todo o mundo. Também conhecido como venda direta ou marketing de rede , é um modelo comercial de distribuição de bens ou serviços em que os ganhos podem advir da venda efetiva dos produtos ou do recrutamento de novos vendedores.

Segundo o site negociommn.com, nos Estados Unidos, potência mundial financeira, 27% do PIB é proveniente do sucesso da Indústria do Marketing Multinível.

Fonte: Portal Giro

Reagir
Curtir Amei Haha Uau Triste Grr
17

Compartilhe

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.