(Foto: reprodução)

31 casos de hanseníase são registrados em Itaituba no primeiro semestre de 2019

Os números foram extraídos do Sistema de informações de agravos de notificação (SINAN), do Ministério da saúde.

(Foto: reprodução)

No primeiro semestre de 2019 já foram registrados 31 casos de hanseníase em Itaituba. Os dados oficiais deste foram repassados pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), que extrai do banco de dados do Sistema de informações de agravos de notificação (SINAN), plataforma do Ministério da Saúde, que mensalmente é alimentada com dados de doenças registradas em todos os municípios.

Em comparação com dados de anos anteriores veiculados no sistema, os casos de hanseníase notificados em Itaituba são considerados altos. Em todo o ano de 2018 foram registrados 41 casos da doença, 37 em 2017 e 52 em 2016.

Conforme informações da SEMSA, o número de casos notificados neste primeiro semestre, era um quantitativo esperado, uma vez que a região amazônica é endêmica pra hanseníase, por isso, o número considerável.

A hanseníase é uma doença infecciosa, de evolução crônica que acomete principalmente a pele e os nervos das extremidades do corpo. E tem como principal sintoma uma mancha. O primeiro exame realizado é de teste de sensibilidade no local da mancha. A importância de diagnosticar a doença precocemente é muito importante, pois as sequelas são menos graves.

Fonte: Portal Giro

Comentários

A seção de comentários deste site permite que as pessoas comentem o conteúdo usando as respectivas contas do Facebook. Para comentar, você precisa estar com uma seção ativa na rede social.