Robozão da Gazin é controlado por controle ou tem uma pessoa dentro dele?

Apresentação na loja da Justo Chermont, Itaituba

O robozão da Gazin está há dois dias e Itaituba fazendo a alegria de crianças e adultos. No último domingo (10) esteve na orla da cidade e reuniu um público enorme, nesta segunda-feira (11), também fez apresentação na loja Gazin da Justo Chermont.

Muitos Itaitubenses ficaram impressionados com a performance do robô e ficou uma dúvida, afinal, é mesmo um robô? Ou tem uma pessoa dentro? É o que o portal Giro vai tentar responder nesta matéria.

Edmilson Santana, controlador

Em conversa com o possível controlador do robô, Edmilson Santana, ele nos contou que existem diversos robôs da empresa Gazin que viajam por várias cidades se apresentando, além de outras empresas que também possuem este atrativo de marketing. Ele afirma que o robô é controlado por ele mesmo e que existem sensores pelo seu corpo que são capazes de reproduzir seus movimentos. O robô pesa cerca de 60 kg e tem aproximadamente 2,80 metros de altura.

Mas será que esta versão do controlador é verdadeira??

Pra confirmar isso estivemos presentes em uma apresentação hoje por volta do meio dia e percebemos alguns detalhes para tirar as conclusões.
O primeiro detalhe é que o robô não fica parado 100%, sempre balançando, o que pode ser um dos indícios de que realmente tem alguém dentro. Outras observações: Seus braços tem movimetação limitada, nunca levantam sequer na altura do ombro. 

Em determinados momentos ele se movimenta mesmo sem que o controlador esteja mexendo no controle, também chega a ficar fora de sincronismo em alguns momentos durante a apresentação, eliminando a teoria de que ele se movimenta por sensor e reproduz o que o controlador faz.

Uma espécie de espuma forra a carenagem do robô, não são perceptíveis nenhum fio a não ser algumas tubulações que simbolizam a ligação de cada uma das partes dele. Outro fato intrigante é o seu rebolado, é muito humanístico e muitas vezes sem sincronia com o controlador.

Conclusão 

Concluímos que, o Robozão na realidade se trata de uma bela obra de arte, mas definitivamente não é controlado por controle remoto ou sensor. Certamente existe uma pessoa por dentro da carcaça que com muito treinamento consegue se movimentar e dançar em sincronia com o “controlador”.

A atração é uma brilhante jogada de marketing que atrai milhares de pessoas em todo o país, uma diversão para crianças e adultos. Deixamos os nossos parabéns à empresa Gazin de Itaituba que trouxe essa diversão para nossa cidade.


Fonte: Portal Giro

(Receba notícias em primeira mão, envie um whatsapp para o número (93)99156-8842 com seu nome completo dizendo que quer receber notícias do portal Giro)

1 COMENTÁRIO

  1. Olhei a apresentação da orla e, claramente, percebe-Se que trata de uma pessoa dentro da estrutura, pois após a dança, observando atentamente, podemos perceber que o mesmo está com a respiração ofegante. Outro fator observado é que, em algumas músicas, o robô começou a dançar antes do cara que se diz controlador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui