Itaituba a caminho do Crescimento e desenvolvimento: ‘Trânsito’

O transito da cidade vem melhorando gradativamente com o passar dos anos.

Semáforo da trav. 13 de maio esq. com Av. Nova de Santana, uma das vias de mão dupla mais movimentadas da cidade.

Sabemos que ainda há muito a ser melhorado, isso ninguém pode negar. Um bom planejamento é uma das principais ferramentas para se desenvolver uma cidade, estado ou país.

O crescimento de uma cidade está diretamente ligado a números, enquanto o desenvolvimento está ligado a qualidade. Se aumenta a população, precisa melhorar a qualidade nos serviços. Esse crescimento sempre precisa andar junto ao desenvolvimento.

Desenvolvimento significa melhoria da condição social, estrutural ou econômica de determinada população de um município. Traduz-se no progresso de um determinado povo, onde houve melhorias, tais como: saneamento básico, energia elétrica, aumento do poder aquisitivo, melhoria da qualidade de vida, do bem-estar, educação, da qualidade dos serviços de saúde, avanço no nível educação e segurança pública.

A pergunta que não quer calar é: Itaituba está preparada para o constante crescimento populacional?

A sinalização com semáforos nas principais ruas da cidade, dão cores ao antigo transito desordenado que causava grande números de acidentes. De acordo com o coordenador municipal de transito, José Arimateia de Aguiar, a organização do transito itaitubense tem sido um trabalho complexo, mesmo com toda sinalização, ainda falta a compreensão por parte dos condutores de veículos na organização do transito, que   mesmo conhecendo as leis, não respeitam o código e nem os agentes de trânsito no momento da abordagem. Nos conta também que a maioria dos acidentes que acontecem na cidade, são provocados por condutores de motocicletas, e que a preocupação da coordenadoria é tentar prevenir esses acidentes fatais, pois apenas 90% da população anda de acordo com a lei. Apesar das melhorias na sinalização, o número de agentes ainda é baixo pra corresponder ao número populacional, e o órgão acaba não dando conta.

José Arimateia de Aguiar Coordenador municipal de transito (COMTRI) / atuante há 5 anos

 “Quando o estado não atua, a responsabilidade cai no município, porque o acidentado vai para o hospital municipal, gerando assim despesas para o município, por isso pensamos em fazer convênios que visam na melhoria dos serviços. Estamos trabalhando em belém a possibilidade de um convênio entre o governo do estado e município para trazer mais sinalizações verticais e horizontais e também mais semáforos. O grande sonho meu e do prefeito é que a gente faça daqui uma cidade bonita e organizada, mas para isso ela tem que ser bem sinalizada e ter os condutores bem educados”.

O coordenador diz ainda que há uma organização para a legalização dos leilões de veículos apreendidos, que já se encontram no período de um a dois anos causando superlotação no pátio da COMTRI. O coordenador também fala que o órgão em parceria com governo estadual e município, está trabalhando para trazer ainda mais melhorias para o trânsito itaitubense, com novas sinalizações verticais, horizontais e novos semáforos.

Sabemos que o desenvolvimento de uma cidade é uma via de mão dupla, governantes e população, as pessoas precisam melhorar seus hábitos sociais também, para que haja um crescimento e desenvolvimento saudável e sustentável.

Romilson Campos, Mototaxista há 07 anos

Quem melhor para falar do trânsito da cidade que aqueles que tem nele sua fonte de renda. Pensando nisso, encontramos Romilson Campos, mototaxista nas ruas de Itaituba desde 2010, que contou para o nosso Portal, que há falta de planejamento com respeito ao trânsito da cidade.

 

“Com o recebimento de grandes empreendimentos e aumento populacional, tivemos aumento na frota de transito, não temos vias de estacionamento que possam receber esse fluxo extenso de carros”

Romilson fala que a falta de sinalização em alguns pontos da cidade, ainda confundem condutores que vem de fora. Ele também argumenta que há a necessidade de uma política voltada para o transito itaitubense, com mais organização, mudanças de vias, sinalizações, horários para tráfegos de caminhões de cargas pesadas, acompanhamento educativo nas escolas por agentes de transito, e uma fiscalização ostensiva nas ruas pelos órgãos de trânsito, e os agentes tem seu horário limitado, o que acaba prejudicando a organização do tráfego.

Rotatória da rodovia Transamazônica em horário de pico as 18:00h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui