ESPECIAL: Depressão, o mal do século. Conheça uma história incrível e avaliação de um especialista de Itaituba

O QUE É A DEPRESSÃO?

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, entre os sintomas, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.

CAUSAS

A depressão é considerada a doença do século, ela é na realidade uma ampla família de doenças, por isso denominada Síndrome. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.

Ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência (número de casos numa população) da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida. A cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no mundo.

RELATOS REAIS DE UMA PESSOA DE ITAITUBA QUE SOFRE DE DEPRESSÃO E JÁ TENTOU SUICÍDIO

Muitas pessoas que tem depressão sofrem caladas e não tem coragem de procurar ajuda.
Uma jovem itaitubense de boa aparência, aparentemente feliz, que recentemente tentou tirar sua própria vida, aceitou participar desta matéria entendendo que de alguma forma isso pode ajudar outras pessoas que passam por situações semelhantes. Ela prefere não se identificar, já que seus relatos são muito fortes e bastante pessoais. Conversamos através de mensagens de texto, pois a mesma encontra-se bastante debilitada devido aos fortes medicamentos que ingere regularmente.

Veja os relatos: “Para que você possa entender terei que começar desde o início de rudo, o que me levou aonde estou hoje. Sempre que meus pais saiam de casa eu era abusada sexualmente por uma pessoa que eu não citarei nomes. Desde então me senti uma pessoa diferente, me sentia um lixo. Muitas pessoas que passaram por isso sabem o que é se sentir assim, o que é se sentir preto e branco em uma sociedade colorida, com o passar dos tempos meus pais se separaram, e minha mãe foi uma guerreira em cuidar de três filhos sozinhos e eu ali cm uma dor profunda na alma, eu amava tanto ela, que nunca tive coragem de lhe dizer, pensei em contar mas ela estava em estado terminal de câncer, preferia que ela morresse em paz, então ela morreu e foi aí que começou a depressão eu cercada de pessoas me sentia sozinha na multidão, eu só queria cavar uma cova e implorar que alguém jogasse terra em cima de mim até eu morrer sufocada, então comecei a buscar prazeres, álcool e drogas, mas nada disso era o suficiente para encher esse vazio que me faltava, então comecei a planejar várias maneiras de me matar, pois percebi que nada me dava prazeres, tudo que sinto é dor, uma dor que nunca passa, como se nada fosse suficiente para me manter viva, só que deixa eu te relevar um segredo- uma pessoa que tem pesamento suicida, jamais muda ele. Uma hora isso acaba acontecendo. Busquei ajuda, fui em centro de recuperações, tomo remédios controlado, já fui em busca de tudo que pudesse me ajudar, mais nada me ajudou, minha família quer que eu volte para a igreja por que Deus pode me salvar, mas como posso voltar? Se não acredito em Deus. Então ficarei aqui no meu cantinho esperando minha hora chegar, e torcendo por um amanhã melhor, pois eu sei que uma hora ele pode chegar ou não.”

A jovem ainda revela que compartilhou esses relatos com pouquíssimas pessoas, pois sempre teve vergonha do que as pessoas pensariam a seu respeito. Para tentar tirar sua vida, ela usou uma substância venenosa, “Eu estava sentindo uma dor insuportável, eu comprei veneno, vi a última visualização do meu melhor amigo e ele estava off, escondi a chave da casa e dei Adeus a ele e tomei o veneno, mas aí ele viu e correu pra lá e chamou o SAMU”, – acrescenta a jovem.

A jovem conta ainda que está arrependida do que fez, mas que até o momento ainda não conseguiu superar a depressão, mesmo estando sob cuidados de especialistas de um centro de reabilitação.

EXPLICAÇÕES DE UM ESPECIALISTA

Para nos ajudar a entender melhor como funciona a depressão, convidados o psicólogo Silvio Jadão, que nos esclareceu diversas dúvidas, inclusive avaliando o caso da jovem, o mesmo nos concedeu uma entrevista passando toda sua experiência de mais de 05 anos de atuação na área. Silvio, atende em empresas particulares e no CREAS de Itaituba.

Silvio Jadão, psicólogo e professor universitário
Silvio inicia argumentando que a maioria das pessoas confunde a depressão com a tristeza, porém, existe uma grande diferença, o pessimismo, insônia e o isolamento social são os principais sintomas iniciais dessa síndrome. Pensamentos como “eu não vou conseguir”, “não tenho mais vontade de viver” passam a ser constantes na vida dessas pessoas, outro fato que se deve levar em consideração é o de que uma pessoa depressiva torna qualquer tarefa um sacrifício, não se ver prazer em mais nada na vida.

Sobre a colocação da jovem ao afirmar “uma pessoa que tem pesamento suicida, jamais muda ele. Uma hora isso acaba acontecendo”, Silvio diz que sem um tratamento especializado essa colocação é realmente correta, porém, buscando ajuda profissional esse quadro certamente tem grandes chances de se reverter. Ele ainda afirma que não existe um tratamento rápido, exige tempo, já que a doença dificilmente é curada, “A depressão é como um vício, se você recair pode ser pior ainda”.

O especialista diz que abusos sexuais na infância causam grandes danos ao psicológico, e com o passar do tempo acaba por inibir a relação com pessoas do sexo oposto, a vítima de alguma forma sempre vai se sentir ameaçada e uma pessoa inferior, tendo medo de se relacionar, muita das vezes, a pessoa tem comportamentos inconscientes de defesa, isso acaba afastando as pessoas ao seu redor.

Silvio ainda alerta que os casos de depressão não são exclusividade de pessoas que se isolam ou que vivem trancadas dentro de casa, a depressão pode está em pessoas que estão trabalhando normalmente, e principalmente aquelas que vivem em pressão constante no meio profissional ou pessoal. Ela não escolhe raça ou gênero, todos estão sujeitos a sofrer com esse mal em alguma fase da vida. O recomendável é que se procure um especialista regularmente, pois assim como se cuida da saúde dos dentes, do corpo, se deve cuidar da saúde mental.

COMO PROCEDER AO IDENTIFICAR OS SINTOMAS DA DEPRESSÃO

Procure ajuda especializada
Primeiramente procurar um especialista para uma consulta o mais rápido possível que pode ser feita gratuitamente no CAPS ou CREAS de Itaituba, ambos tem profissionais bem capacitados para atender a população. La se fazem Psicoterapia, terapia ocupacional, e em casos extremos, um tratamento medicamentoso.

Um alerta, buscar ajuda através da internet nem sempre é um bom negócio, apesar do lado bom que é a obtenção de conhecimento, conhecer medicamentos não é o suficiente, “as pessoas precisam de um profissional capacitado, para uma consulta exclusiva, já que cada pessoa tem personalidade diferente da outra” – Ressalta o especialista.

As orientações dadas pelo especialista à uma pessoa que suspeita que está entrando em depressão são as seguintes: buscar o apoio, orientação e presença da família,  fazer atividades físicas, ter uma alimentação saudável e tentar manter-se a maior parte do tempo acompanhada de alguém.

Leia também: Descoberto itaitubenses que participaram do Baleia Azul, o jogo do suicídio.

VIVA

Viva a vida
Quando você se observar, à beira do desânimo, acelere o passo para frente, proibindo-se parar. Ore, pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras. Faça algo de bom, além do cansaço em que se veja. Leia uma página edificante, que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de ideias. Tente contato de pessoas, cuja conversação lhe melhore o clima espiritual. Procure um ambiente, no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os pensamentos. Preste um favor, especialmente aquele favor que você esteja adiando. Visite um enfermo, buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas. Atenda às tarefas imediatas que esperam por você e que lhe impeçam qualquer demora nas nuvens do desalento. Guarde a convicção de que todos estamos caminhando para adiante, através de problemas e lutas, na aquisição de experiência, e de que a vida concorda com as pausas de refazimento das nossas forças, mas não se acomoda com a inércia em momento algum.

CONVITE

Dia 18 de maio, acontecerá uma campanha nacional, de combate e prevenção ao abuso sexual infantil, com palestras na sede e em distritos do município de Itaituba. Uma caminhada também será realizada no último dia da campanha, finalizando com uma blitz na orla da cidade.

Fonte: giroportal.com.br 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui